Pilares da Democracia

Esse Fórum foi criado para discussão de assuntos relacionados aos militares das FFAA e estaduais, aos cristãos e assuntos relacionados a igreja, a enfermagem e área da saúde .
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Ser guerrilheiro abre portas no governo federal

Ir em baixo 
AutorMensagem
Anderson



Número de Mensagens : 203
Idade : 36
Data de inscrição : 24/04/2008

MensagemAssunto: Ser guerrilheiro abre portas no governo federal   Sab Set 20, 2008 9:03 am

Não consegui me ater somente a um comentário.

Esse tal curso já foi aprovado e determinado a alguns anos e não tiveram estrutura para fazer ele funcionar. Aliás até os cursos mais chubrega que se faz no Exército é feito de forma desestruturada, a saber:

- Diárias e ajudas de custo depositadas com meses de atraso;

- Predios caindo aos pedaços;

- Não tem armários para os alunos;

- Alimentação ruim e só o café e almoço nos dias úteis. O jantar? Se vire!!

- Instrutores são aspirantes a oficiais temporários (Boca podre para os preparados).

Agora pergunto: Tem como dar certo?

E ainda tem mais: Essas 20 horas semanais de estudo no periodo "ensino a distância" jamais serão cumpridas, porque o calendário de exercicios ou missões inopinadas fará com que os subtenentes encarregados de material não tenham tempo e sejam obrigados a cumprir. Os que trabalham em seções burocraticas tem um calendário de obrigações a cumprir e não podem atrasar. Uma vez me perguntaram: O que voçê faz depois do expediente? Não respondi pra não ser punido.

Esse negocio de ensino a distância não funciona com o militar fazendo expediente.

No final das contas alguns são beneficiados (pelo lugar que serve e outra sorte) e uma grande maioria fica na concorrência do menos pior preparado.

Não existe uma situação de querer fazer um Curso com caracteristicas de primeiro mundo. Tudo é feito na base do empurrando com a barriga.

Jogam a responsabilidade para as OOMM que não tem a menor condição ou vocação para Estabelecimento de Ensino.

No Exército sempre foi assim. Já vivi essa situação em varios cursos. Um Oficial superior me disse que essa situação já está enraizada no EB e por mais boa vontade que se tenha não vai melhorar. Pensam em tudo, só não pensam em alocar dinheiro para isso. De boa vontade o inferno tá cheio.

Até o Curso de Estado Maior é prejudicado por falta de estrutura, guardada as devidas proporções, imagine o de praça.

No final, dão um brevê de conclusão de curso, com asas (tudo tem que ter asas, até curso de mergulho tem asas) e o militar sai se achando um fenomeno do combate. Mas no fundo todos de olho na promoção e consequentemente no aumento no contra-cheque.

O preparo profissional, a missão, são coisas que podem ser deixadas para a decima posição no pensamento da maioria.

Me recordo no CAS o quanto estudei "Guerra revolucionária", "Tecnicas de contra-guerrilha", "Tiro com canhão 106 mm", "tiro com morteiro 4.2". Noites em claro estudando e somente pensando no preparo para o tiro e o exercicio e depois saber que não tem munição ou que a munição é muito cara, que o canhão ou o morteiro está quebrado e não tem peça de reposição e muito depois o pior. Que esses armamentos foram desativados. Descobri mais tarde que deveria ter estudo o tiro de FAC (fuzil de ar comprimido), esse não é desativado.

Descobri que tudo que estudei sobre guerrilha estava errado e hoje vejo nos jornais que ser guerrilheiro foi a melhor profissão e hoje tem a melhor aposentadoria. Ser guerrilheiro é como ganhar na loteria (300.000,00) e ficar rico (propinas, dolares). Aliás, ser ex-guerrilheiro abre portas para cargos importantes (Ministro da Casa civil, ministérios).

Se fosse para ganhar dinheiro, ao inves de me incorporar no Exército deveria ter entrado para um grupo de guerrilha e ter assaltado bancos, explodidos bombas, sequestrado embaixadores e matado os fardados com coronhadas, sem me importar com ideologias. Talves ai eu estivesse hoje melhor de vida ou seria um morto heroi.

Se aqueles que hoje recebem polpudas indenizações tivessem ideologia não aceitariam um centavo sequer. Não querem só o poder. Querem o dinheiro que o poder proporciona.

Mas não fiz nada disso. Não matei, não roubei, não torturei, não explodi bombas. Passei minha vida ajudando e tratando as pessoas com humanidade e com educação. Fiz tudo o que os regulamentos e chefes me mandaram. Estudei aquilo que diziam que era importante saber.
Tudo balela.

Descobri que o trabalho arduo não foi o suficiente, que deveria ter interagido mais com os chefes (puxado o saco). Deveria ter feito tudo para servir em Brasília e ficar muito amigo de um general. Eu não poderia ser tão profissional. Não deveria ter dito que discordava tanto de coisas que não concordava. Deveria ter levado tudo na base do "qualquer jeito".

Perdi meu tempo trabalhando e estudando fora do horário de expediente, para melhorar a minha profissionalização.

Mas ao contrario do que pensam, sou uma pessoa orgulhosa da profissão que tive. Tudo que escrevo é apenas trechos cínicos de mundo atual que não concordo.

Durmo tranquilo por ter feito as coisas certas.

Conclusão. Joguei tudo no lixo e descobri que nosso verdadeiro inimigo, usa o bolsa-farelo e a massificação da pobreza pra ganhar eleição e fazer medidas provisórias para certeiramente nos atingir.

A melhor arma é a politica. Seja a suja, a interesseira, da boa vizinhança, econômica, fiscal, etc. Tudo se resolve com falsidade e apertos de mão nesse meu País.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ser guerrilheiro abre portas no governo federal
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A Porta que Deus abre ninguém fecha, cuidado a que ele fecha ninguém abre.
» Oração pelas portas abertas (emprego)
» A Porta que Deus Abre, Homem nenhum a pode fechar.
» VENDO FREEZER 6 PORTAS - Marca Jabur
» AS 7 PORTAS PELAS QUAIS O MAL ENTRA

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pilares da Democracia :: Fórum Militar :: Fórum reajuste salarial-
Ir para: