Pilares da Democracia

Esse Fórum foi criado para discussão de assuntos relacionados aos militares das FFAA e estaduais, aos cristãos e assuntos relacionados a igreja, a enfermagem e área da saúde .
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO

Ir em baixo 
AutorMensagem
SYLVIO



Número de Mensagens : 81
Idade : 58
Data de inscrição : 23/04/2008

MensagemAssunto: ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO   Sex Abr 25, 2008 4:58 pm

ONGs só atuarão na Amazônia com autorização expressa da Defesa
Governo também vai criar um estatuto específico para regulamentar o trabalho dessas entidades em todo o País

Vera Rosa

O Planalto vai fechar o cerco às organizações não-governamentais (ONGs), na tentativa de coibir a biopirataria, a influência internacional sobre os índios e a venda de terras na floresta amazônica. A primeira ação de controle consta do projeto da nova Lei do Estrangeiro, que está na Casa Civil e será enviado ao Congresso até junho. Se a proposta for aprovada, estrangeiros, ONGs e instituições similares internacionais, mesmo com vínculos religiosos, precisarão de autorização expressa do Ministério da Defesa, além da licença do Ministério da Justiça, para atuar na Amazônia Legal. Sem esse procedimento, o “visitante” do exterior terá seu visto ou residência cancelados e será retirado do País.

Preparado pela Secretaria Nacional de Justiça, o projeto prevê multas que vão de R$ 5 mil a R$ 100 mil para os infratores. A ofensiva não pára aí: além dessa iniciativa, o governo alinhava estatuto específico para regulamentar a atuação das ONGs em todo o País. O alvo são organizações que atuam em terras indígenas, reservas ecológicas e faixas de fronteira. Trata-se de instituições que, apesar do endereço doméstico, são patrocinadas por dólares, euros, libras e outras moedas fortes.

SOBERANIA

“Grande parte dessas ONGs não está a serviço de suas finalidades estatutárias”, diz o ministro da Justiça, Tarso Genro. “Muitas delas escondem interesses relacionados à biopirataria e à tentativa de influência na cultura indígena, para apropriação velada de determinadas regiões, que podem ameaçar, sim, a soberania nacional.”

O estatuto vai revisar o licenciamento de um grupo de ONGs que cuidam de questões ambientais, mas não apenas na Amazônia. Sua confecção está a cargo de um grupo de trabalho formado por integrantes do Ministério da Justiça, que há quatro meses estuda o assunto ao lado de técnicos da Advocacia-Geral da União (AGU), da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Controladoria-Geral da União (CGU).

“Ninguém aqui quer espionar ONGs”, afirma o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior. “Mas também não queremos que organizações de fachada, disfarçadas de ONGs, espionem o território brasileiro e prejudiquem nossa soberania. Não vamos aceitar testa-de-ferro de ação internacional.”

Pelos cálculos dos militares, existem no Brasil 250 mil ONGs e, desse total, 100 mil atuam na Amazônia. Outras 29 mil engordam o caixa com recursos federais, que somente em 2007 atingiram a cifra de R$ 3 bilhões.

O governo admite não ter controle de quem compra terras na região. Pior: como a floresta amazônica é uma exuberante reserva de carbono, há estrangeiros de olho nesse tesouro, que, segundo estudo publicado na revista científica Environmental Research Letters, está na casa de 80 bilhões de toneladas e corresponde a quase um terço do estoque mundial.

Na semana passada, ao escancarar o descontentamento com a demarcação da reserva Raposa Serra do Sol, o general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, comandante militar da Amazônia, fez um alerta: contou que ONGs internacionais estimulam índios a lutar pela divisão do território. Heleno definiu a política indigenista do governo de Luiz Inácio Lula da Silva como “lamentável, para não dizer caótica”, mas foi logo enquadrado pelo Planalto.

Tuma Júnior disse que o governo faz um “mapeamento” da Amazônia para impedir, por exemplo, a venda de terras da União, a bioprospecção e a apropriação de conhecimentos indígenas por indústrias estrangeiras de cosméticos. Nessa tarefa, o Ministério da Justiça tem entrado em contato com governadores, prefeitos e cartórios.

“Não temos interesse em criminalizar as ONGs”, insistiu o secretário nacional de Justiça. “O que queremos é reconhecer as organizações sérias, separar o joio do trigo e dar mais condições de trabalho para aquelas instituições que agem dentro da lei.”

http://www.estado.com.br/editorias/2008/04/24/pol-1.93.11.20080424.23.1.xml
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SYLVIO



Número de Mensagens : 81
Idade : 58
Data de inscrição : 23/04/2008

MensagemAssunto: Re: ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO   Sex Abr 25, 2008 5:08 pm

Caros amigos

Postei a noticia para fazer uma análise do que ocorre com o desgoverno que amarelou ao ver um herói fardado vir a público e denunciar o obvio.

Esperamos que além do MD fazer o papel constitucuinal de velar pela terra brasilis, tenha ainda compaixão com aqueles que são a essência de sua existência, que são a massa humana fardada que debaixo da farda tem um coração, sente dor e fome e quer além de dar a vida pela patria se preciso for, precisa viver enquanto vive, de dignidade e respeito.

Aquele homen ou mulher que as vezes vive em nossas fronteiras, as vezes longe da terra natal precisa de apoio psicológico e um salário digno para se manter de pé. Aquele que não serviu na Amazônia deve um dia ter servido e se não serviu estará sempre pronto para lá servir, porque militar não é um servidor publico qualquer. Ele é "MILITAR" e foi os proprios constituintes de 1988 que o definiram como servidor especial. Se é especial, mereçe atenção especial.

Mas pareçe que todos os governantes depois de 1988 esqueçeram da importância das Forças Armadas e usaram o que os militares tem de melhor, a Hirarquia e a disciplina com os proprios militares.

Uma vergonha....

Sim a PEC 249 e não a PEC 245.

General já ganha bem demais.... pois tem mordomias que os praças não tem....

Um abraço a todos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anderson



Número de Mensagens : 203
Idade : 36
Data de inscrição : 24/04/2008

MensagemAssunto: Re: ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO   Sex Abr 25, 2008 7:43 pm

SITE DA CÂMARA PARA ENVIO DE E-MAILS SOLICITANDO A APROVAÇÃO DA PEC 249, É SÓ SELECIONAR TODOS OS DEPUTADOS (TODOS)
http://www2.camara.gov.br/popular/falecomdeputado.html

SITE DO SENADO PARA ENVIO DE MENSAGENS SOLICITANDO A APROVAÇÃO DA PEC 249, É SÓ SELECIONAR COMISSÕES E LIDERANÇA E DEPOIS TODOS OS SENADORES
http://www.senado.gov.br/sf/senado/centralderelacionamento/sepop/default.asp?page=alo_sugestoes&area=alosenado

VISITEM TAMBÉM
WWW.CADANDERSON.HPG.COM.BR
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Andbyrio



Número de Mensagens : 32
Idade : 50
Data de inscrição : 23/04/2008

MensagemAssunto: Re: ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO   Sex Abr 25, 2008 11:08 pm

Já estava na hora de se acabar com essa festa com dinheiro público, porém acredito pouco no MD, só acredito nas FFAA e em poucos deputados e senadores, esse Brasil tem que ser passado a limpo.
Andbyrio
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ONGS NA MÃO DO MD E DO JUDICIÁRIO
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Poder Judiciário determina ao "Brás" a volta de Irmão ao cargo de Cooperador, além de pagar custas, despesas processuais e verbas honorárias!
» Poder Judiciário confirma sua sentença contra Rubens Guido: um ano e quatro meses de prisão mais multa.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pilares da Democracia :: Fórum Militar :: Soberania Nacional-
Ir para: