Pilares da Democracia

Esse Fórum foi criado para discussão de assuntos relacionados aos militares das FFAA e estaduais, aos cristãos e assuntos relacionados a igreja, a enfermagem e área da saúde .
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 A maior epidemia da história

Ir em baixo 
AutorMensagem
Andbyrio



Número de Mensagens : 32
Idade : 50
Data de inscrição : 23/04/2008

MensagemAssunto: A maior epidemia da história   Qua Abr 23, 2008 12:38 pm

Estado do Rio já contabiliza 92 mortes por dengue este ano, um óbito a mais do que em 2002


Pâmela Oliveira



Rio - O número de vítimas fatais da dengue no estado, de janeiro até agora, já é o maior da história do Rio. Este ano, 92 mortes foram confirmadas, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, que divulgou ontem os números da doença. Em todo o ano de 2002 — quando houve a até então pior epidemia no estado do Rio — 91 mortes foram confirmadas por dengue. Há ainda atualmente outros 96 óbitos sob investigação — se confirmados, farão com que o número de mortes por dengue suba para 188.

A atual letalidade — número de mortos em relação ao de contaminados — preocupa. Até ontem, foram notificados 110.783 casos de dengue no estado, número que equivale a 38% do total confirmado em 2002, quando foram registrados 288.245 pacientes com a doença.

Apesar de 55% dos casos de dengue terem ocorrido em pessoas com idades entre 15 e 49 anos, 42% dos óbitos foram de crianças e adolescentes com menos de 15 anos. Crianças têm sido as principais vítimas da doença devido à reintrodução do tipo 2 da dengue, ao qual elas não tinham sido expostas anteriormente e , por isso, não têm imunidade.

Foram confirmadas mortes em 12 municípios. Só a cidade do Rio, que já registra 59.044 casos, concentra 55 mortes confirmadas.

MAIS UM ÓBITO NA CAPITAL

O mais recente óbito foi o de uma mulher de 48 anos, moradora de Piedade, confirmado ontem. Outros 67 necessitam de exames laboratoriais para confirmação. Em 2002, foram confirmadas 64 mortes por dengue na cidade.

Duque de Caxias tem o segundo maior número de mortes confirmadas: 11. E há ainda duas em investigação. Até ontem, 5.815 pessoas foram internadas com sintomas da doença nos hospitais públicos e conveniados. No ano passado, foram 370 pacientes internados.

Apesar da queda de temperatura, que não ajuda na proliferação do Aedes aegypti, especialistas afirmam que a população e o governo não podem se descuidar. De acordo com os bombeiros, desde 28 de fevereiro foram feitas mais de 220 mil vistorias na cidade. Foram encontrados mais de 150 mil focos de dengue. A ação concentra-se em 15 localidades.

Ministério quer manter vacinação de idosos

O Ministério da Saúde decidiu manter o calendário de vacinação dos idosos contra a gripe no estado do Rio. A vacinação ocorrerá em todo Brasil, do dia 26 de abril ao dia 9 de maio, para pessoas a partir de 60 anos.

A Prefeitura do Rio havia feito um pedido para adiar a campanha por cerca de 15 dias por causa da dengue. Ontem, a Secretaria Municipal de Saúde informou que terá uma reunião amanhã em que será avaliada a posição do ministério. O objetivo do pedido de adiamento, segundo o órgão, era evitar uma corrida aos postos de saúde, sobrecarregados por causa da epidemia de dengue. O município argumenta ainda que reações adversas da vacina poderiam confundir pacientes.

Ontem, Adriana Bombom procurou atendimento num hospital carioca, após ter febre alta e sentir dores no corpo. Ela acredita ter contraído dengue. Os médicos decidiram deixar a apresentadora internada até hoje. Bombom cancelou gravações no SBT e aguarda o resultado dos exames.

Mais 19 médicos do Rio Grande do Sul que vieram ao Rio reforçar o atendimento passaram por treinamento ontem.

QUATRO IRMÃOS COM O VÍRUS

Desde o último dia 13, a dona-de-casa Cláudia Amparo Teixeira, 41 anos, não consegue sair do Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, bairro em que mora. Quatro dos seus seis filhos tiveram dengue em um período de uma semana. Denis, 13, foi contaminado pelo tipo mais grave da doença.

“Ele teve dengue hemorrágica e ficou mais de cinco dias internado. O serviço neste hospital é precário. Fiquei muito preocupada com a saúde dele. Quando voltamos para casa, na última sexta-feira, encontrei outra criança com os mesmos sintomas”, contou.

A dona-de-casa estava referindo-se à filha do meio, Dara, 10. Domingo a caçula da família, Driele, 6, também apresentou os sintomas da doença. “Estou com dor de cabeça e muitas dores na barriga. Hoje (ontem) tirei sangue. Doeu, mas eu me mantive forte.

Amanhã (hoje) terei que voltar ao hospital para refazer o exame”, disse a menina, acrescentando que está tomando muito líqüido. “O médico mandou tomar suco e água toda hora.” Diogo, 16 anos, foi o primeiro a ter a doença, dia 13.

Segundo Cláudia, agentes da prefeitura estiveram visitando as casas do bairro há um mês, mas não puderam entrar em dois sobrados abandonados. “Me preocupo em eliminar os focos de mosquito. Sempre limpo o quintal e evito guardar garrafas e outros objetos que acumulem água, mas moro ao lado de duas casas abandonadas. Acredito que os focos do mosquito estejam nestes imóveis.”

Os moradores do bairro Jardim Bela Vista, em Campo Grande, também estão preocupados. Uma casa da Rua Chapada está abandonada. Segundo os moradores, já foram feitas solicitações ao disque-dengue da prefeitura, mas nenhum agente esteve no local.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Andbyrio



Número de Mensagens : 32
Idade : 50
Data de inscrição : 23/04/2008

MensagemAssunto: Re: A maior epidemia da história   Qua Abr 23, 2008 12:39 pm

Rio - A Secretaria Estadual de Saúde do Rio informou nesta terça-feira que subiu para 92 o número de vítimas fatais por dengue no estado. O número é superior ao registrado em 2002, quando houve também uma epidemia que matou 91 pessoas. Em todo o estado já são 110.783 casos da doença, número ainda menor que o da última epidemia, quando houve 288.245 casos.

Após a Cidade do Rio, em que 55 mortes já foram confirmadas, está o Município de Duque de Caxias, com 11 vítimas fatais, seguido de São João de Meriti, com 5 óbitos. Campos dos Goytacazes e Angra dos Reis registraram 4 mortes cada uma; Paracambi, Nova Iguaçu e São Gonçalo, 3 mortes cada; e Miguel Pereira e Bellford Roxo, uma vítima fatal cada.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, que tem uma força-tarefa combatendo o mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti) desde o dia 28 de fevereiro, já foram realizadas mais de 220 mil vistorias em imóveis e construções da cidade. Nesse período, foram encontrados mais de 150 mil focos de dengue. A ação dos bombeiros concentra-se em 15 localidades do Rio, a maioria se concentra na zona oeste.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
A maior epidemia da história
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» O Maior Escândalo de toda Historia da CCB e lembrando o Funeral de José Nicolau ex Presidente mundial da CCB
» O Maior Escândalo de toda Historia da CCB - Relembrando
» COMO AS PESSOAS SÃO ILUDIDAS E MANIPULADAS COM FALSAS PREGAÇÕES: A HISTÓRIA DE MARJOE GORTNER
» Testemunhos Histórias que edificam
» A história é contada por quem está no poder

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pilares da Democracia :: Fórum saúde: Enfermagem :: Assuntos de Enfermagem-
Ir para: