Pilares da Democracia

Esse Fórum foi criado para discussão de assuntos relacionados aos militares das FFAA e estaduais, aos cristãos e assuntos relacionados a igreja, a enfermagem e área da saúde .
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Minc quer usar Forças Armadas em Áreas de Proteção Ambiental

Ir em baixo 
AutorMensagem
SYLVIO



Número de Mensagens : 81
Idade : 58
Data de inscrição : 23/04/2008

MensagemAssunto: Minc quer usar Forças Armadas em Áreas de Proteção Ambiental   Dom Maio 18, 2008 3:23 pm

O problema agora não é soberania Nacional. Querem agora que o Exército sirva agora de Guarda Florestal e substita os Fiscais corruptos do IBAMA e as Policias Florestais cuidando de reservas ambientais.
Esqueçe-se que o Exército não é uma Força localizada e destinada a vigiar áreas dentro do território nacional, mas sim tem a missão ampla de defender cada centimetro de nosso territótio quer seja reserva ambiental ou não.

Minc quer usar Forças Armadas em Áreas de Proteção Ambiental

Rio - Na chegada ao Rio de Janeiro, o novo ministro do meio ambiente Carlos Minc anunciou que nesta segunda-feira tem uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando vai apresentar os 10 pontos que considera importante nas questões ambientais.
Segundo ele, caso aceite o cargo, a Amazônia será seu principal desafio. Minc também se encontra nesta segunda com a ex-ministra Marina Silva.
Na chegada ao aeroporto Tom Jobim, bem menos expansivo e exigente, o então secretário estadual do Rio afirmou que vai tentar contar com a ajuda do Exército nas Áreas de Proteção Ambiental.
"A primeira coisa a fazer é tentar alocar regimentos das Forças Armadas para funcionar dentro dos grandes parques nacionais. Mas claro que isso será conversado com as Forças Armadas e o presidente Lula, que é seu chefe supremo".
Minc nega arrogância e afirma que não vai impor condições a Lula
O secretário afirmou ter sido mal interpretado nas colocações ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o cargo de ministro do Meio Ambiente, em substituição à senadora Marina Silva.
Minc afirmou que “arrogância seria imaginar que ele pudesse enfrentar os problemas ambientais do Brasil, que são 100 vezes mais complicados que os do Rio de Janeiro, sem ter o mínimo de condições de trabalho”.
O secretário disse que levará nesta segunda ao presidente Lula propostas e não exigências para aceitar o convite e assumir a pasta do Meio Ambiente.
“Eu não vou impor condições, mas sim levar propostas, que na verdade são muito mais ainda do que aquelas que foram colocadas até agora. Eu acho que arrogância seria imaginar que eu pudesse desempenhar uma missão para a qual eu tenho realmente dúvida de estar a altura, sem ter condições de trabalho”, afirmou.
Carlos Minc admitiu que as conversas que manteve até agora com o presidente Lula o levam a crer que ele vá realmente assumir o ministério. Ressaltou, porém, que as condições necessárias para que possa vir a desempenhar um bom trabalho são ainda maiores dos que a que já foram até então divulgadas pela imprensa.

Minc citou como exemplo a própria situação do estado do Rio, onde chegou a recusar por três vezes o pedido do governador Sérgio Cabral antes que decidisse assumir a Secretaria do Ambiente, e só o fez, segundo ele, após ter recebido garantias de que teria condições adequadas de implantar a sua filosofia de trabalho.

“O Sérgio [Sérgio Carbral, governador do Rio] me deu realmente todas as condições de trabalho. Eu preparei dez decretos - desde o que determinava que todas as habitações construídas tivessem energia solar até 'guardas-parque' [bombeiros para tomar conta das unidades de conservação] e ele assinou todas as dez”, lembrou.

“Eu tive os recursos do Fecan [Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano], as leis na Assembléia, apoio político, apoio administrativo. Não tinha uma reunião com o presidente do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] ou da Petrobras que eu não fosse também. Eu participava, por exemplo, das reuniões do Conselho Econômico do governo, que juntavam os seis secretários que discutiam a estratégia econômica. Então, o meio ambiente estava bem na fita, estava musculado. E isto possibilitou que eu pudesse conceder mais rapidamente os licenciamentos ambientais”.

Carlos Minc elogiou a ex-ministra Marina Silva e o ex-governador do Acre Jorge Viana, que, segundo ele, está “mais preparados para a missão”. Minc adiantou - se aceitar o cargo - que vai levar para Brasília parte da sua equipe atual da Secretaria do Ambiente. “Só não poderei assumir o cargo se o presidente fizer exigências as quais eu não possa cumprir, o que me parece não ser o caso”.

Com informações da Agência Brasil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anderson



Número de Mensagens : 203
Idade : 37
Data de inscrição : 24/04/2008

MensagemAssunto: Re: Minc quer usar Forças Armadas em Áreas de Proteção Ambiental   Dom Maio 18, 2008 5:20 pm

o interressante é que as FFAA começarão a lidar diariamente com público civil, dentro dos parques ambientais e outras áreas de preservação.

o ruim é que as FFAA deixarão de ser altamentes táticas e treinadas para receber educação ambiental e aulas sobre como lidar com público e, geral.

Será que se houver um conflito externo ou uma guerra interna pela Amazônia, os militares saberão que lá não tem conversa, é só bala de fuzil e pistola, granada, etc???? ou estarão tão bem adaptados ao diálogo que nem tentarão sacar sua pistola????
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Minc quer usar Forças Armadas em Áreas de Proteção Ambiental
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Colorir os cachos e usar deva simultaneamente
» "Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro". Que isso quer dizer?
» OUTRA CURIOSIDADE ! PORQUE USAR VÉU? MULHERES DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL SÃO DIFERENTES DAS OUTRAS?
» NA CCB A MULHER NÃO PODE USAR CALÇA COMPRIDA
» Melhores produtos pra usar na transicao

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pilares da Democracia :: Fórum Militar :: Soberania Nacional-
Ir para: